quinta-feira, 11 de julho de 2013

Nucleação urbana do município de Torres.

O município de Torres é uma das mais antigas unidades administrativas que compõem o litoral setentrional do Rio Grande do Sul. Conforme Ruschel ( 2004 p. 464-65), nossa cidade teria duas datas de emancipação:

Dia 21 de maio de 1878 (Brasil Império).

 Dia 23 de janeiro de 1890
( Brasil República) 


Acervo Arquivo Histórico de Torres / Casa de Cultura

Manoel Ferreira Porto







Manoel Ferreira Porto  pede autorização ao Império para construir uma casa, 1816.
Acervo do Arquivo Histórico do Rio Grande do sul, requerimento Nº 119/Maço 019.

 Casa titulada nº 1 de Torres 






Correspondência escrita por  Manoel Ferreira Porto para, relatando sobre uma embarcação em Torres, 22 de janeiro de 1814.
Acervo do Arquivo Histórico do Rio Grande do Sul, lata 45 - maço 05. 




  • Reconhecido como fundador de Torres, militar de carreira, filho de pai português e mãe fluminense, que no alvorecer do século XIX aqui se instalou para comandar um pequeno regimento militar. 
  • Ao se fixar em Torres, vislumbrou a possibilidade de que a partir do ponto onde ele havia se fixado e iniciado a construção de uma residência para acomodar a sua esposa e a sua prole, uma promissora cidade pudesse florescer.
  • Por volta de 1816, ao hospedar o bispo Dom José Caetano da Silva Coutinho, conseguiu junto ao mesmo e ao governador da província, autorização para a construção de nossa Igreja.
  
  Igreja Matriz São Domingos
       “A igreja foi inaugurada em 1824, a mesma igreja que hoje está lá, (...)” dizeres de José Krás Selau (1992 p.13). Aos poucos pequenas casas começavam a “brotar” em torno da casa do militar, do templo religioso e da fortificação militar. Em 1837, quando foi elevada à condição de freguesia, nosso município dava um importante salto rumo ao progresso.



Orçamento de reforma da Igreja Matriz São Domingos das Torres, 9 de abril 1855.Acervo Arquivo Histórico do Rio Grande do Sul,AR 11 - maço 23/Clero Católico - Paróquias.





Cemitério Morro do Farol de Torres
Documento referente a construção do Cemitério no atual Morro do Farol em Torres, 12 de maio de 1862.Acervo Arquivo Histórico do Rio Grande do Sul,AR 11 - maço 23/Clero Católico - Paróquias